Somos especialistas em mídias de performance, SEO, Criação e desenvolvimento, e todas as esferas do Marketing Digital.
Alameda Campinas
São Paulo
São Paulo
01404001
Brasil
Em : E-mail Marketing Comentários : 0 Autor : Gloria Horie Data : 06 jun 2018
entenda-como-otimizar-suas-campanhas-de-email-marketing.jpeg

Os métodos de divulgação através da internet já evoluíram consideravelmente nos últimos anos. Já há dados suficientes para entender o que funciona melhor e como criar planos eficazes. Com a chegada das redes sociais, ferramentas de chat e outras diversas tecnologias, o e-mail marketing foi, pouco a pouco, perdendo seu foco. Porém, isso não significa que ele seja menos relevante. Pelo contrário, ele ainda é uma das melhores estratégias de marketing digital que você pode escolher.

Com o nome diz, esse é um método de propaganda focada em e-mail. Ele pode ser executado através de uma lista, por assinaturas de newsletter ou mesmo por campanhas de links patrocinados. Dependendo do seu produto e do objetivo do seu plano, diferentes métodos podem ser mais eficazes do que outros. Sua relevância vem, principalmente, da qualificação dos leads, pois a mensagem é emitida diretamente para o público de maior potencial.

Se você tem uma campanha de e-mail marketing em ação ou pretende realizar uma, mas não sabe bem como otimizá-la, não se preocupe. Trouxemos aqui alguns tópicos que você deve levar em consideração para melhorar seus resultados. Acompanhe:

1. Entenda a importância da segmentação

Você provavelmente já conhece a máxima do marketing digital: um público segmentado é melhor que um público amplo. Quando uma campanha é abrangente demais, suas chances de obter uma boa taxa de conversão diminuem consideravelmente. Ao pensar na segmentação, você precisa ter duas ideias sempre em mente:

Foco é o mais importante

Mesmo para produtos abrangentes, como itens de higiene pessoal, limpeza e alimentação, é quase impossível agradar a todos os públicos existentes. Nestes que citamos, a maioria das propagandas atuais tem seu apelo voltado para donas de casa e pessoas que moram sozinhas. Além disso, não saber em quais demandas focar leva a uma campanha confusa e ineficiente, onde material não é suficientemente atrativo para nenhum dos grupos visados. Obviamente, esse não é o cenário que você busca.

Ao estabelecer os limites do seu público-alvo, do seu perfil de consumidor ideal e da sua persona, será muito mais simples desenvolver uma mensagem com maior potencial de captação. A linguagem, o layout, quantidade de informação, presença de imagens/vídeos, entre outras coisas, têm grande efeito em suas chances de conversão. Tanto imediatamente quanto no médio e longo prazo.

Personalização da mensagem

Uma forma simples de otimizar seu e-mail marketing é inserir pequenas formas de personalização em cada mensagem. Não se trata de criar um e-mail único para cada lead, pois isso seria inviável na maioria dos negócios. Porém, é perfeitamente possível criar alguns modelos que possam ser interpretados como mensagens únicas. Mesmo que diversas pessoas recebam o mesmo conteúdo, cada uma pode se relacionar com ele em um nível mais pessoal.

Por exemplo, você pode subdividir seu público de acordo com o tipo de serviço que eles mais solicitam e criar mensagens diferenciadas para estes perfis de cliente. Ou mesmo um tipo de mensagem para cada estágio de compra e fidelização. O importante é que o lead sinta que a mensagem foi direcionada a ele como um indivíduo, não como parte de um grande público.

Nunca compre listas

Apenas como uma das curiosidades sobre marketing digital, mas que ainda é um erro terrivelmente comum, jamais compre uma lista de e-mails de qualquer fonte. Essa estratégia é focada em leads com maior potencial, atingindo-os diretamente. Uma lista comprada raramente possui consistência de público, o que diminui consideravelmente seu potencial.

Claro, o processo de adquirir esses nomes pode ser trabalhos, mas é muito mais eficaz do que a alternativa. Se você quer listas de e-mail marketing que sejam realmente úteis, precisa trabalhá-las desde o começo. Selecione os leads certos, colete os nomes de maior interesse e, acima de tudo, continue alimentando-a ao longo do tempo.

2. Capriche no assunto do e-mail

O assunto inserido na mensagem é a principal “fachada” das suas campanhas de e-mail marketing. É através desse pequeno texto que o seu público decide se vale ou não a pena conferir seus produtos e serviços. Sendo assim, é melhor que você pense bastante antes de escolher.

Deixe a mensagem clara

Sua primeira preocupação aqui deve ser a clareza do assunto em relação ao conteúdo da mensagem. Se você pretende falar sobre carros dentro do seu e-mail, então tenha ao menos uma menção ao tema no assunto do e-mail. Quanto mais direto você for nesse ponto, melhores serão suas chances de retorno.

Além de pensar na atratividade, a consistência entre tema e assunto também evita a rejeição imediata do e-mail. Quando um usuário abre uma mensagem e vê que ela não era o que ele esperava, a reação mais provável é que ela seja imediatamente deletada ou jogada na caixa de spam. Como a ideia é que sua divulgação seja aceita, é melhor evitar essa situação.

Evite assuntos longos

Como você já deve ter notado, há um espaço bem limitado para apresentar informações dentro do assunto da mensagem. Ao estruturar seu e-mail marketing, você deve ter em mente quantas palavras e/ou caracteres costumam estar visíveis em cada mensagem. A partir dessa informação, você pode desenvolver chamadas completas que não sejam comprometidas por essa limitação.

O número de caracteres pode variar bastante, desde 27 caracteres em aparelhos móveis até 60 em desktops. Saber em qual plataforma sua campanha será direcionada também será bem útil. Se possível, faça testes de conteúdo com em diferentes plataformas, sistemas operacionais e ferramentas, como Gmail, Outlook, Yahoo, entre outros

3. Chame o lead pelo nome

Um fator que influencia bastante a aceitação das suas mensagens pelo público é a presença do seu nome correto no e-mail. Pode parecer algo pouco relevante a princípio, mas esse é outro método para aumentar o grau de personalização dos seus e-mails. Como já mencionamos, quanto mais pessoal sua mensagem parecer, maior tende a ser a aceitação dos leads.

Mais uma vez, caímos na questão do custo. Escrever o nome próprio do lead em cada mensagem manualmente inviabilizaria qualquer campanha em massa, mas essa questão já foi resolvida. É possível utilizar um software com uma pequena fórmula para colocar o nome do destinatário em determinados trechos do assunto ou do corpo do e-mail. Dessa forma, a mensagem ainda pode ser disparada em massa sem comprometer a personalização do e-mail.

Cuidado com os detectores de SPAM

A última coisa que você quer é que sua campanha de e-mail marketing seja completamente filtrada pelos detectores de spam do seu lead. E, acredite, esse é um resultado muito comum para empreendedores que não planejam suas campanhas adequadamente e começam a depender de truques para alcançar seu público.

Além do fator das listas compradas, que já mencionamos, alguns não criam um e-mail corporativo para a empresa. Quando uma conta de e-mail começa a enviar dezenas ou centenas de mensagens rapidamente, os servidores interpretam isso como comportamento de uma máquina, o que leva ao bloqueio da conta. Da mesma forma, as mensagens são jogadas na caixa de spam, onde dificilmente são lidas.

Para passar pelos detectores de SPAM, é importante que você planeje sua campanha e tenha um e-mail reconhecido como empresarial, além de manter sempre o mesmo IP como emissor das mensagens. Dessa forma, você não terá que se preocupar com o bloqueio imediato da conta.

4. Saiba escrever um texto cativante, porém, objetivo

A qualidade do texto de e-mail marketing é tão importante quanto o desenvolvimento de uma boa oferta ou produto. Depois de fazer com que seu lead abra sua mensagem, você precisa que ele leia, compreenda e possa julgar se aquela oferta é ou não o que ele busca naquele momento. Seu texto precisa ser chamativo, captar a atenção do usuário rapidamente e mantê-lo interessado.

Porém, isso não significa que você deve sacrificar o conteúdo da mensagem apenas para conseguir algo mais agradável para o lead. Pelo contrário, um e-mail superficial e sem conteúdo para embasar sua primeira chamada é extremamente prejudicial para sua estratégia. Além de chamativa, sua mensagem precisa ser objetiva e direta.

Não coloque informação desnecessária

Uma forma de melhorar a objetividade do seu e-mail é filtrar toda a informação e dados que não são relevantes para o seu leitor. É verdade que, dependendo do tipo de conteúdo, haverá muitas informações úteis para a tomada de decisão do lead, mas isso não significa que ele poderá ler tudo em uma única avaliação.

Para esse primeiro contato ou mesmo para alguma continuidade, foque apenas nas informações mais importantes e minimize o espaço necessário para transmiti-las. Ao tornar o conteúdo um pouco mais leve, você terá mais chances de manter seus leads interessados, o que dará novas oportunidades para reforçar esse relacionamento.

Deixe um link para quem estiver interessado

Claro, mesmo que você busque simplicidade em seu trabalho de e-mail marketing, sempre haverá um grupo considerável de leads que precisam de mais informações antes de tomar qualquer decisão. E para evitar que uma coisa afete negativamente a outra, o ideal é separá-las. Mantenha um texto de e-mail direto e objetivo, mas insira pequenos links ao longo da mensagem. Dessa forma, os leads que quiserem se aprofundar imediatamente em um tema podem buscar informações rapidamente.

Aqui também entra a importância do omnichannel para a consistência do seu trabalho. Ao inserir artigos, páginas institucionais ou mesmo links de produtos e serviços, é importante que todos sigam o mesmo referencial.

5. Estude as estatísticas da sua campanha

Por muitos anos, a principal dificuldade do setor de marketing era apontar exatamente quais eram suas fontes de sucesso ou falha. Não haviam ferramentas de mensuração refinadas o suficiente para avaliar o perfil do consumidor, seus hábitos e o ponto de entrada que o levou até a empresa. Felizmente, o marketing digital conta com diversos softwares para analisar o desempenho de suas campanhas.

Ao investir nas estatísticas de e-mail marketing, você pode determinar com muito mais precisão quais foram as ações que trouxeram mais retorno para sua empresa. Por exemplo, pode fazer testes AB com diferentes modelos de mensagem e apontar qual teve maior retorno, quais acessos geraram mais vendas e como é possível refinar ainda mais esses conteúdos para ampliar seus resultados.

Há várias maneiras de coletar esses dados. Se você quiser algo bem específico sobre cada lead, então pode oferecer certos materiais, com e-books, em troca de um formulário preenchido. Informações de contato, idade e mesmo o caminho que o lead fez até o seu site podem ser muito importantes em seu planejamento de campanha.

6. Traga conteúdos relevantes

O marketing de conteúdo é um dos métodos mais promissores para obter alto índice de conversão e fidelização de leads. Basicamente, em vez de divulgar seus produtos em portais de conteúdo, você cria o seu próprio canal, com vídeos e/ou textos, direcionando toda a produção para seu público-alvo. E entregar conteúdo diretamente para seus leads pode gerar resultados bem rápidos.

Conteúdo de qualidade gera mais engajamento

Quando você está assistindo TV ou acompanhando um site de notícias, o que faz retornar regularmente em busca de novas postagens, programas e mensagens? Provavelmente é a qualidade do conteúdo e sua relevância para o seu dia a dia. Além disso, um canal regularmente alimentado com informações úteis também estimulam seus usuários a dar opiniões, trocar ideias e se envolver em diferentes atividades.

Mesmo em campanhas de e-mail marketing, o conteúdo das suas mensagens é igualmente importante para incentivar esse engajamento. O texto por si só deve ter algo que chame a atenção do leitor e o leve a buscar mais detalhes sobre o tema. E, como já mencionamos, a forma como ele é escrito também faz uma grande diferença.

Inicie a comunicação com algo simples

Apesar de a densidade do conteúdo ser importante, bombardear o seu lead com informações muito cedo pode dificultar um pouco suas chances de aceitação. O contato com público deve ser um processo, seguindo passos mais fáceis para levar o indivíduo até sua empresa e seus produtos. Apressar isso não costuma ser uma boa ideia.

Em vez de enviar mensagens diretamente sobre seus produtos mais específicos ou conteúdos complexos, comece com um tema mais geral, com o qual sua audiência possa se relacionar. Falar sobre pequenos problemas e dúvidas que costumam surgir em novos leads é um excelente ponto de partida. Isso ajuda a construir confiança no conteúdo, o que manterá o leitor interessado no futuro.

Caso seu lead já seja mais qualificado, pode ser que ele pule alguns desses estágios ou passe por eles mais rápido. Se você inserir links diretos para seus canais de venda, de preferência com URLs otimizadas, o próprio lead fará esse trabalho por você.

7. Conte com as redes sociais

Para muitos empreendedores, a possibilidade de usar as redes sociais como principal meio de contato com o público parece ter deixado outros canais de divulgação menos relevantes. Como já reafirmamos desde o começo, isso não poderia estar mais longe da verdade. Uma estratégia de e-mail marketing se complementar perfeitamente com o uso das mídias sociais, desde que você saiba aplicá-los com seu maior potencial.

Otimização do seu alcance

Estratégias envolvendo múltiplos canais trabalham principalmente com a otimização da captação de leads. Por exemplo, seu plano para a divulgação por e-mail pode envolver um aumento das visitas em suas páginas nas redes sociais. Se, além do conteúdo relevante e chamativo, você incluir um CTA para estas mídias, terá mais um canal para manter contato com o lead.

Da mesma forma, o caminho inverso pode ser seguido. Uma campanha iniciada em redes sociais, com um público de menor qualificação, pode progredir até que o lead assine sua newsletter. Dessa forma, ele receberá suas mensagens por e-mail voluntariamente, além de já ter demonstrado mais interesse no seu produto e serviço.

Por fim, você também pode usar seus leads mais qualificados como evangelizadores da sua marca através do e-mail. Caso o conteúdo ou produto veiculado na mensagem seja relevante, você pode pedir que o leitor o compartilhe e/ou recomende para outras pessoas. Dessa forma, 1 e-mail pode ser traduzido em dezenas ou mesmo centenas de pessoas alcançadas. A maioria já com algum potencial de conversão.

Melhor canal para se comunicar com o público

Apesar de o e-mail marketing ser a melhor forma de lidar com leads especializados e clientes fidelizados, as redes sociais ainda são o ponto mais forte de interação em larga escala com seu público. Nestes canais, não há o mesmo rigor em entregar apenas conteúdo relevante e mais detalhado. Textos curtos, com algum viés de entretenimento ou mesmo perguntas diretas para seus usuários podem ter ótimos resultados.

Claro, você deve sempre ter em mente que o número de visualizações em redes sociais não reflete o resultado real de uma campanha nestes canais. Curtidas e compartilhamentos, por exemplo, são considerados “métricas de vaidade”, aquelas que não são realmente úteis para sua tomada de decisão. Porém, manter esse público engajado e avaliar sua taxa de conversão já é algo muito importante. Através de redes sociais, você pode manter interesse do público entre um e-mail e outro, sem perder oportunidades de venda.

Dar continuidade ao engajamento

É vital que você nunca coloque um “ponto final” em nenhum procedimento de captação de clientes. Uma primeira visualização deve levar a um conteúdo de qualidade. Este, por sua vez, precisa despertar o interesse do público na empresa e suas atividades. Com esse conhecimento, o lead deve ser capaz de descobrir quais são suas necessidades e como a empresa pode supri-las. Isso leva ao contato, que leva a uma venda e, posteriormente, ao pós-venda.

Através das redes sociais, é sempre possível manter a continuidade desse engajamento, oferecendo novos conteúdos para os leads mais interessados e potencializando o trabalho de e-mail marketing. Se você aliar corretamente estas campanhas, além de um canal de conteúdo e bom trabalho de identidade visual, pode fazer com que os mesmos leads tenham um alto potencial de retorno. E quanto maior for o tempo de vida de um cliente, melhores serão seus ganhos no médio e longo prazo.

8. Otimize seu site para aparelhos mobile

Por fim, mas não menos importante, é bom lembrar que suas campanhas por e-mail devem considerar os aparelhos móveis antes de tudo. Sua grande presença na vida dos usuários afeta a forma como o público consome informação. Diante disso, sua empresa também deve se adaptar se pretende continuar captando clientes online.

Principal meio de acesso à internet

A primeira coisa que precisamos esclarecer é que os aparelhos mobile são, de longe, o principal meio de acesso à internet ao redor do mundo. Praticamente todos os grandes mercados consumidores usam essa ferramenta no lugar do desktop, tanto para acessar e-mail quanto redes sociais, vídeos e outros canais de conteúdo. Se você pretende manter uma taxa de conversão elevada, é melhor pensar destes grupos desde o começo.

Para o e-mail marketing, isso gera uma série de questões a serem trabalhadas antes mesmo de disparar qualquer mensagem. Seu conteúdo é facilmente legível na tela de um celular, que é consideravelmente menor? Ele pode ser baixado e renderizado em um aparelho de baixa performance? Os links que acompanham o conteúdo também foram otimizados para estes aparelhos? Todas estas questões afetam as chances de sucesso da sua estratégia.

Simplicidade e profissionalismo é o melhor caminho

Um erro comum que empreendedores cometem ao veicular conteúdos pela internet, independente do propósito, é acreditar que precisam de algo extremamente refinado, com movimento e cores em cada canto. Isso pode ser muito útil de acordo com a identidade visual do projeto e da empresa, mas dificilmente se reflete numa melhor navegação para o usuário, especialmente em aparelhos móveis. A simples quantidade de dados já compromete boa parte da experiência.

Digamos, por exemplo, que você criou uma página em que um menu animado aparece toda vez que o mouse passa por cima de um ícone. Não é nada muito sofisticado para um desktop, mas você deve pensar em como essa interação ficaria em um aparelho móvel. O efeito visual é removido? O layout é reestruturado? São questões práticas com as quais você, invariavelmente, terá que lidar.

Pensando no e-mail marketing, você deve considerar como o conteúdo da mensagem será apresentado nesses aparelhos. A imagem tem a proporção adequada para a tela? É possível ver as informações mais importantes nesse espaço? A fonte utilizada é legível, mesmo com seu tamanho reduzido? Mais uma vez, são questões práticas que fazem uma grande diferença na execução e no sucesso da sua estratégia.

Depois de passar por todos esses tópicos, você já deve ter uma ideia de como otimizar sua campanha. Porém, essas informações ainda são apenas uma fração do que você pode aprender sobre o tema. Se precisar de mais ajuda com seu trabalho de e-mail marketing, entre em contato com a Performa Web e veja como podemos ajudar com esta tarefa.

Analise o SEO do Meu Site Grátis!
Google Partner Premier Bing ADS - Profissional Autorizado Certificação VTEX - Project Manager Certificação VTEX - Reseller Certificação VTEX - Support