Somos especialistas em mídias de performance, SEO, Criação e desenvolvimento, e todas as esferas do Marketing Digital.
Alameda Campinas
São Paulo
São Paulo
01404001
Brasil
Em : SEO - Otimização Comentários : 0 Autor : Denis Casita Data : 15 set 2017
Sitemap.xml: para que serve e como funciona

Se você tem um site e investe em marketing digital, provavelmente tem como objetivo atrair o maior número de visitantes online, não é mesmo? Para isso, é necessário que a sua página esteja indexada no Google, o que só ocorre quando o Sitemap.xml é criado.

Neste artigo, explicaremos a você o que é o Sitemap.xml, como você pode usá-lo e algumas boas práticas dessa ferramenta. Vamos começar?  

O que é o Sitemap.xml?

Sitemap é um arquivo em que você pode listar URLs do seu site, assim como aquelas que você gostaria que o Google indexasse e armazenasse no seu servidor. Ele estabelece uma ponte de comunicação entre você e o Google de modo que ele entenda a estrutura do seu site para vasculhar o seu conteúdo de maneira mais eficiente.

Uma vez que o Google entende quais URLs precisam ser indexadas, ele passa a dar prioridade às páginas que estão listadas dentro desse arquivo para exibi-las toda vez que alguém fizer uma busca.

Ao finalizar um Sitemap, é preciso escolher em qual formato o arquivo deve ser salvo. Embora o mais comum seja o formato XML, existem outros, como os que listamos abaixo:

TXT

Um Sitemap TXT é o mais básico, de modo que não precisa de um programador ou aplicativo para criá-lo. Nessa opção, o que você precisa fazer é listar todas as URLs do seu site que você gostaria que fossem acessadas, visualizadas e indexadas no Google. Feito isso, basta salvar o arquivo no formato TXT.

Atom-RSS

Outro tipo de Sitemap é o feed do seu site, o que é muito comum em blogs. Não é recomendado que essa seja a única opção de Sitemap no seu site, pois o feed de notícias mostra apenas as publicações mais recentes. Portanto, é preferível que você tenha um Sitemap completo que liste toda a estrutura do site.

XML

O formato mais conhecido de todos é o Sitemap XML. Nele, você pode listar as URLs a serem visitadas pelo Google, além de inserir outras informações, como data de alteração das URLs e as prioridades de uma página.

Por isso, o XML é o formato mais conhecido e eficiente. Se você não souber como criar o Sitemap.xml e tiver um site no WordPress, pode fazê-lo por meio deste plugin.

Tipos de Sitemap

É preciso saber que não existe apenas um tipo de Sitemap em que você simplesmente joga as URLs num arquivo. Dependendo do site que você tiver, o Sitemap precisará ser mais específico. Os principais tipos são:

Notícias

Sites que são portais de notícias e precisam aparecer nos resultados do Google News devem ter um Sitemap de notícias.

Após fazer o cadastro no Google News Publisher Center, o próximo passo é ter um Sitemap de notícias atualizado, pois isso torna mais fácil para o Google puxar os dados e exibi-los nos resultados da Google News.

Vídeos

O Google também tem um sistema de busca exclusivo para vídeos, por isso é importante ter um Sitemap de vídeo para ajudar o Google a compreender esse tipo de conteúdo e indexá-lo.

Esse Sitemap precisa ser feito em XML, pois assim consegue passar informações adicionais ao Google, tais como: thumbnail, descrição e duração do vídeo. Caso seu site tenha vídeos, considere montar um Sitemap para aumentar a quantidade de cliques toda vez que seu conteúdo aparecer nos resultados de busca.

Imagens

Sitemaps de imagens são recomendados, sobretudo, para sites que têm alto volume de imagens. Logo, esse tipo de Sitemap é muito importante para que as imagens do seu site sejam bem indexadas e apareçam nos resultados de busca de imagens do Google.

Por que o Sitemap.xml é importante para o SEO?

O SEO — Search Engine Optmization (Otimização dos Sistemas de Busca) — envolve técnicas que podem ser aplicadas ao seu site para que ele possa ser encontrado mais facilmente no Google, tais como inserção das palavras-chave nas páginas.

Embora o Sitemap não reúna essas ações, tê-lo no site é importante para o SEO no que diz respeito à indexação, número de visitas e ranking.

Sitemap e a indexação do site

A principal função do Sitemap.xml é ajudar na indexação das páginas de um site.

Assim sendo, se o seu site tem um volume grande de páginas, assim como categorias e produtos, o Sitemap.xml será de grande auxílio para que os robôs de busca encontrem essas páginas.

Contudo, lembramos que o Sitemap não irá resolver tudo sozinho. Por essa razão, ele precisa ser acompanhado de uma arquitetura de links internos para que os robôs encontrem e acelerem o processo de indexação das páginas.

O uso do Sitemap.xml pode ser de maior ou menor importância de acordo com o tipo de site. Por isso, a página do Google sobre Sitemap traz os principais casos em que ele é útil:

  • se o site for dinâmico;

  • se o site tiver páginas que não podem ser facilmente encontradas pelo Google durante o processo de busca;

  • se o site for novo e tiver poucos links, pois, como o Google faz um rastreio pela web seguindo os links que existem entre as páginas, ele terá dificuldade de detectar o seu site caso ele não esteja bem vinculado;

  • se o site tiver muitas páginas de conteúdo que não estão vinculadas umas às outras.

Sitemap e as visitas do site

Diferentemente do que algumas pessoas pensam, o Sitemap.xml não interfere nas visitas do site. Afinal, ele é um assistente na indexação e não o agente que trará mais visitantes.

Por mais que a sua função principal não seja gerar visitas, o número de pessoas que chega ao seu site pode aumentar ao indexar novas páginas.

Sitemap e o ranking do site

Como vimos até agora, o Sitemap.xml opera somente na indexação do site, portanto ele não interfere no ranking. De acordo com o Bing, porém, eexiste um tipo de bônus no ranking para quem submete o Sitemap ao seu Webmaster Center.

Já o Google, embora tenha deixado claro que não oferece bônus no ranking para quem submete o Sitemap ao Search Console, presta atenção nos casos em que as URLs do site apontadas no Sitemap contêm erros 404, 30x e similares.

Se páginas com esses problemas estiverem indexadas, elas gerarão uma má experiência ao usuário do seu site, e isso sim poderá fazer o seu ranking diminuir ao longo do tempo, caso o erro não seja corrigido.

Gostou de conhecer as principais vantagens do sitemap.xml e quer receber outros conteúdos como este no seu e-mail? Assine a nossa newsletter e não perca nenhuma novidade do blog!

Leave a Comment

Analise o SEO do Meu Site Grátis!