Somos especialistas em mídias de performance, SEO, Criação e desenvolvimento, e todas as esferas do Marketing Digital.
Alameda Campinas
São Paulo
São Paulo
01404001
Brasil
Em : Links Patrocinados Comentários : 0 Autor : Bruno Souza Data : 16 out 2017
Links patrocinados: tudo o que você precisa saber para uma estratégia de sucesso

Para quem já entendeu que precisa valorizar a presença online do seu negócio, o marketing digital apresenta excelentes opções de estratégias. Dificilmente, no entanto, há como deixar os links patrocinados fora dessas iniciativas.

Primeiro, pela relevância que a internet assumiu na vida das pessoas. Passamos cada vez mais tempo conectados — até porque, hoje, basta termos em mãos um smartphone com acesso à rede.

Outra questão que precisa ser considerada é a importância dos serviços de busca. Eles são a nossa porta de entrada para a internet. No Brasil, a liderança do Google nessa área é absoluta: ele tem praticamente 100% de participação no caso das pesquisas online.

Então, para quem busca resultados rápidos em termos de visibilidade para o seu negócio, é difícil não recorrer ao Google AdWords. É por meio da plataforma que você vai conseguir aparecer nas páginas de busca e também em milhares de sites parceiros.

Interessado em saber como a sua marca pode obter esse tipo de destaque na internet? Então continue a leitura deste post, porque vamos explicar como a sua empresa pode utilizar o Google AdWords para alavancar e potencializar suas campanhas digitais.

Para executar as estratégias, é imprescindível contar com o suporte de empresas especializadas, mas para fazer a orientação estratégia dos projetos é importante que os gestores entendam como isso funciona na prática.

Vamos lá?

1. Por que investir em links patrocinados?

Reconhecendo a importância que os serviços de busca têm no dia a dia dos seus públicos de interesse, é natural que se procure formas de posicionar bem as marcas nessa plataforma.

Num mundo ideal, o “sonho de consumo” de qualquer gestor é fazer com que sua marca apareça nos primeiros resultados da busca orgânica. Porém, não é fácil alcançar esse objetivo de uma hora para outra, mesmo que a empresa adote excelentes técnicas de SEO.

Fique atento: principalmente para quem está iniciando suas ações no ambiente digital, é praticamente impossível ter resultados rápidos apenas com a busca orgânica. Um dos critérios do Google é o tempo de existência da página, além, é claro, do seu desempenho em termos de tráfego.

É nesse contexto que os anúncios pagos são praticamente obrigatórios para quem já entendeu que não pode abrir mão das plataformas digitais em suas estratégias de divulgação.

Você já deve ter chegado a essa conclusão, mas vamos reforçar: os melhores resultados são alcançados pelas empresas que conseguem trabalhar bem nessas duas frentes, investindo em links patrocinados e nas estratégias de SEO.

As principais vantagens dos anúncios pagos

Em relação especificamente aos anúncios pagos no Google, foco do nosso artigo, há vantagens importantes para os anunciantes. A principal é a oportunidade de entregar as mensagens publicitárias para a pessoa certa, no melhor momento possível e por um custo acessível.

Vamos abordar nos próximos tópicos a questão do orçamento, mas por ora registre essa informação: os anúncios inseridos no AdWords serão exibidos apenas para as pessoas que digitarem termos relacionados aos seus produtos ou serviços na página de busca do Google. E você só terá que pagar pelos cliques recebidos, ou seja, o investimento é atrelado diretamente ao resultado obtido.

É óbvio que o objetivo é conseguir o clique do usuário. E, para isso, é preciso entender bem o conceito de palavras-chave. É a partir daí que você conseguirá ser bem-sucedido na abordagem do público.

Atrair a atenção do seu público é uma questão importante, mas você pode estar se perguntando qual o impacto que isso gerará nos seus negócios.

Impacto nos negócios

O tipo de resultado que será alcançado vai depender, certamente, dos objetivos que foram traçados para a campanha, porém, estamos falando de uma excelente oportunidade para alavancar o desempenho da empresa como um todo.

Se para o curto prazo a marca colocou como meta tornar o seu nome mais conhecido, sabemos que, no longo prazo, isso deve reverter em novos negócios.

As taxas de conversão dos links patrocinados também são altas para ações mais específicas, realizadas para ativar as vendas em determinados períodos ou promover determinado tipo de produto ou serviço.

Nesse caso, ao configurar a campanha, é importante programar adequadamente as extensões de anúncios que serão empregadas na mensagem.

Resultados rápidos

Independentemente da estratégia, na prática o que se comprova é que anunciar no Google AdWords representa resultados rápidos. Como é possível monitorar tudo o que acontece com a campanha, a empresa pode fazer os ajustes necessários e, assim, chegar à meta estabelecida.

Trataremos disso em mais detalhes quando abordarmos as boas práticas para o uso dos links patrocinados, porém é importante já ter em mente que esse é um tipo de publicidade que deve ser orientado pela busca por performance. Ou seja, a análise dos resultados não será feita de forma subjetiva, mas com base em números, dados concretos.

Orçamento flexível

Outra vantagem importante dos links patrocinados é a possibilidade de se trabalhar com um orçamento flexível. Na prática, isso quer dizer que podemos definir um orçamento básico e aumentar a verba de acordo com os resultados obtidos.

Preste atenção: como o pagamento é vinculado ao desempenho alcançado, não há necessidade de fazer o aporte de recursos e aguardar o retorno no final da campanha para entender o que aconteceu com aquele investimento.

Otimização das verbas

O fato de trabalharmos com um orçamento flexível é importante, também, para a otimização das verbas. Quando conseguimos entender melhor o retorno do investimento, temos como concentrar esforços nas iniciativas mais bem-sucedidas.

Para conseguir ter essa visão mais estratégica dos investimentos, basta fazer o acompanhamento do ROI — Return of Investment. No Google AdWords, o caminho mais fácil é fazer o seguinte cálculo: do montante investido, qual foi o lucro alcançado pela empresa?

Mensuração em tempo real

Além do ROI, é possível ter números muito precisos sobre a performance do seu investimento em links patrocinados.

A escolha das métricas que serão monitoradas depende dos objetivos, mas, como exemplo, podemos pensar no caso de uma empresa que investiu em anúncios pagos visando à elevação das taxas de conversão do seu site.

Nesse caso, basta analisar os dados, verificando o que foi obtido por meio dos links patrocinados. O principal, aqui, é definir bem o que você entende por conversão — ela não é representada apenas pela venda, mas pela visita ao seu site, clique na oferta da landing page, download do material do blog, enfim, é a empresa que define qual ação considera valiosa.

Atenção com a integração

Como você viu até aqui, não é difícil indicar as vantagens obtidas pelas empresas no Google AdWords. No entanto, tenha em mente que o resultado final da estratégia planejada para a marca depende também de suas outras iniciativas. O website está otimizado? A empresa tem presença online? Tem explorado adequadamente as demais oportunidades do marketing digital?

Essas questões devem ser analisadas com atenção, uma vez que na internet é imprescindível trabalhar de forma integrada. Sim, o consumidor pode chegar ao site via o clique nos links patrocinados, porém, se não encontrar um ambiente adequado, todo o esforço terá sido em vão.

2. Por onde começar?

Para entender como o Google AdWords funciona na prática, é importante antes ter noção sobre os seus diferenciais em relação a outros tipos de publicidade.

Aproveitando o seu pioneirismo nessa área, o Google não apenas criou uma “nova” terminologia para os seus anúncios (links patrocinados foi como a empresa resolveu “batizar” a sua publicidade online), como inovou também em relação aos formatos adotados:

Forma de pagamento

Não há preço fixo para os anúncios (a compra é feita por meio de um sistema de leilão) e o anunciante paga por clique.

Formato da mensagem

É possível optar por anúncios com textos, gráficos, vídeos e banners interativos, dependendo do tipo de anúncio escolhido — a empresa pode optar entre Rede de Pesquisa, Rede de Display, Google Shopping e YouTube.

Distribuição dos anúncios

As mensagens do anunciante não são exibidas de forma aleatória, e sim para pessoas que digitaram determinado termo no serviço de busca. Esta é uma das principais vantagens dos links patrocinados, uma vez que quanto mais consistente for o planejamento de palavras-chave, maiores as chances de receber o clique do consumidor; além disso, esse fator interfere também no custo do anúncio.

Mensuração

Performance, como já dissemos, é um conceito básico para esse tipo de publicidade, e há uma boa justificativa para isso: é possível acompanhar os resultados obtidos e controlar em tempo quem viu e interagiu com o anúncio. Ou seja, existe uma oportunidade real para otimizar os investimentos, aprimorando o desempenho das campanhas.

O que você precisa saber sobre palavra-chave

Como já dissemos, para ter sucesso na sua campanha de links patrocinados você precisa trabalhar bem com o conceito de palavras-chave. É que, para configurar o anúncio no Google AdWords, é necessário selecionar as palavras-chave que serão utilizadas na mensagem. Basicamente, a escolha deve ser entre os seguintes tipos:

Head Tail

Ao optar por uma head tail, a empresa vai escolher apenas uma única palavra para inserir no seu anúncio. Atenção: se selecionar algo muito genérico, a indexação pode tornar-se mais difícil e, geralmente, o custo é mais alto, uma vez que a concorrência é acirrada.

Long Tail

O anúncio, nesse caso, será formatado com o uso de três ou mais palavras-chave. O mais comum é que se trabalhe com uma frase específica. O anunciante terá que pagar a mais por isso, no entanto, o retorno geralmente é mais alto — isso acontece porque a concorrência é menor, assim como o volume de pesquisa.

Short Tail

Estamos nos referindo, nessa situação, ao emprego de uma a três palavras “exatas” para a pesquisa. A concorrência nessa opção também é maior, porém, trata-se de um modelo que geralmente funciona bem para estratégias de branding. Numa comparação simples, as long tails, por sua vez, respondem melhor para venda.

Preste atenção nessa dica sobre palavras-chave: é importante usar o Keyword Planner, sistema de planejamento do próprio Google, para defini-las. Ele costuma facilitar o trabalho de planejamento, uma vez que apresenta as opções disponíveis para aquele assunto e — o que ajuda na estratégia — as estimativas de tráfego.

3. Como criar uma campanha?

Agora que você já conhece um pouco mais as particularidades do Google AdWords, vamos explicar, de forma básica, como acessar o sistema e colocar em prática o seu aprendizado:

Configure sua conta

É obrigatório, na configuração da conta, ter uma conta no Gmail. Com o endereço em mãos, basta entrar na página do Google AdWords e colocar suas informações básicas.

Configure sua campanha

De forma básica, sem entrar ainda em muitos detalhes, saiba que nessa primeira fase é preciso preencher as informações a respeito de orçamento, público-alvo, palavras-chave, lance e detalhes do anúncio.

Contar com os serviços de uma empresa especializada é importante para essa etapa, uma vez que a configuração da campanha precisa atender aos requisitos técnicos do motor de busca para gerar bons resultados.

Analise sua campanha

Sob o ponto de vista dos gestores das marcas, ou seja, do cliente, essa é a etapa mais valiosas de todo o processo. É que aqui você terá a oportunidade de analisar, em detalhes, todos os aspectos da campanha e fazer (ou orientar) os ajustes necessários.

O sistema do Google é autoexplicativo, então o usuário recebe orientações básicas em cada etapa do processo. É importante que o anunciante faça o “tour” para entender melhor como isso funciona na prática, porém não se iluda: nada se compara à experiência de quem lida com a ferramenta no seu dia a dia e, portanto, domina as técnicas e está a par das diversas atualizações feitas pelo Google.

De qualquer forma, fica a dica: acesse os guias preparados pelo Google — Como criar uma campanha para alcançar novos clientes e Como acompanhar e melhorar seus resultados.

4. Quais são as melhores práticas?

O resultado das campanhas no Google AdWords depende de diversos fatores — desde a escolha das palavras-chave até a qualidade da página de destino do link —, por isso, é difícil indicar uma “fórmula” para o sucesso.

Porém, quem atua com isso no dia a dia sabe que uma boa gestão das contas dos links patrocinados precisa ser orientada para a busca de performance. Em outras palavras, é imprescindível acompanhar o retorno obtido por cada anúncio e, a partir daí, fazer os ajustes necessários.

Pense nisso: diferentemente de outras mídias, na plataforma de links patrocinados conseguimos mudar, com facilidade, a oferta, o texto, as imagens, enfim, tudo o que for preciso para aprimorar o grau de atratividade da campanha.

Para chegar numa estratégia bem-sucedida, siga essas dicas:

Defina os objetivos

Pode soar óbvio indicar a definição de objetivos como fator-chave para o sucesso da campanha, mas esse é um erro comum na configuração das campanhas.

Como os links patrocinados funcionam bem para diferentes demandas das marcas, muitas empresas acabam se perdendo no meio do caminho, justamente por não definirem prioridades.

Então, determine um único objetivo para aquele grupo de anúncios. Resultados obtidos, parta para a nova fase. O que é mais importante para a empresa em um primeiro momento? Aumentar o volume de tráfego dos seus canais digitais? Fechar vendas de determinado produto? Alavancar sua estratégia de marketing de conteúdo?

Não se iluda, é preciso criar campanhas específicas para cada ocasião. Cada objetivo exige um tipo de anúncio e estratégias particulares, por exemplo, em termos de segmentação. Vale pensar, nesse caso, na premissa básica do marketing digital: é preciso ter uma atuação mais cirúrgica e não “de massa”.

Essa é uma questão tão importante que o próprio Google recomenda que o anunciante trabalhe, inclusive, com grupos de anúncios diferentes para cada um de seus produtos/serviços. Por exemplo, se você tem uma loja de roupas, a dica é programar anúncios distintos para moda masculina, feminina, promoção da loja física, e-commerce ou mesmo para determinada ação promocional.

Atente para a segmentação

Se a principal vantagem do Google AdWords é a possibilidade de direcionarmos a mensagem certa, para a pessoa correta, no melhor momento possível, é impossível deixar de avaliar a questão da segmentação.

Pense nisso ao planejar o seu anúncio: o objetivo é que a pessoa, ao ver a mensagem, saiba que foi feita para ela!

Lembre-se de que a captura desse cliente está sendo feita num ambiente de busca (Rede de Pesquisa) ou num site que despertou o seu interesse (Rede de Display), então é importante que a pessoa encontre na sua publicidade uma resposta direta para as suas dúvidas ou uma proposta irrecusável.

Uma das decisões mais importantes diz respeito, justamente, ao local onde o anúncio será exibido. É possível optar entre a Rede de Pesquisa e a Rede de Display, além do Google Shopping e do YouTube.

Na Rede de Pesquisa, o direcionamento será determinado pela palavra-chave, mas também é importante configurar informações sobre o perfil sociodemográfico do público.

No caso da Rede de Display, a atenção deve ser redobrada, uma vez que é possível optar pela segmentação contextual (de acordo com o assunto tratado pelo canal escolhido), mas há alternativas igualmente interessantes para segmentar o público, como o remaketing (ou seja, o anúncio será apresentado para as pessoas que já visitaram endereços relacionados ao assunto).

Acompanhe tudo!

Só há uma forma de saber se você fez tudo certo na configuração da campanha: analisando os relatórios de performance.

A vantagem do Google AdWords é que o gerenciamento é feito em tempo real, então, mais do que analisar, conseguimos realizar testes para ver o que funciona melhor em cada situação.

Converse com a sua agência sobre isso: os testes A/B, feitos via o próprio sistema, permitem avaliar o público selecionado, o formato, o tipo de chamada, enfim, todos os elementos que compõem o anúncio.

Não tem jeito, a experiência de quem lida com a plataforma diariamente é importante nessa hora. Ela permite que análises rapidamente se transformem em ação.

5. Quais erros evitar?

Não avaliar adequadamente as opções

Explicamos que os links patrocinados da sua empresa podem aparecer na Rede de Display ou na Rede de Pesquisa. Há quem considere mais relevante a Rede de Pesquisa, por causa da importância das páginas de busca, mas não deixe de avaliar as opções da Rede de Display.

São mais de 2 milhões de websites, o que representa uma excelente audiência — sem falar nas possibilidades de segmentação, que são bem interessantes nesse caso.

Ignorar os relatórios das campanhas

Tenha em mente que é a partir dos relatórios que você vai conseguir avaliar o que está acontecendo com cada palavra-chave, além de obter informações mais detalhadas sobre os resultados dos seus anúncios.

Esse trabalho vai ajudar a melhorar os resultados e, no longo prazo, trará aprendizados importantes para que você consiga fazer a otimização das suas verbas.

Descuidar dos detalhes!

A configuração da campanha exige atenção para cada um dos itens. Pense nisso: aquelas opções não foram colocadas ali de forma aleatória, elas ajudam na orientação da sua estratégia.

Dica dos especialistas: não deixe de acionar as chamadas “extensões de anúncios”. Elas são complementos importantes para a relevância da sua mensagem, até porque mostram para o seu cliente dados sobre a sua localização, dados de contatos, links mais importantes do seu site etc.

Ignorar o uso das ferramentas

O sucesso do marketing digital depende muito, hoje, dos processos automatizados. Por isso, não abra mão do emprego das ferramentas adequadas para estruturar melhor a sua atuação nessa área. Há vários softwares de uso gratuito no mercado, mas vale a pena analisar também as versões pagas. Lembre-se de que quanto mais precisa for a sua atuação, mais resultados e retorno financeiro para a sua empresa.

6. Por que contar com uma agência especializada?

Quanto mais domínio das técnicas e das ferramentas dessa área, melhor para os resultados das suas campanhas. Mas é possível montar equipes internas para executar as ações? Sim, desde que você tenha como estruturar um time que reúna profissionais especializados em diversas áreas — planejamento, redação, técnicas de SEO, mídia e design etc.

Além disso, lembre-se de que não é fácil manter todos devidamente atualizados, assim como realizar os investimentos necessários na parte de tecnologia.

Se optar por uma agência especializada, não há preocupações nesse sentido. Um dos receios, nesse caso, é perda de autonomia e de controle do processo. Mas há como resolver isso: basta estabelecer com antecedência como será feito o acompanhamento do trabalho.

Hoje, temos como monitorar tudo o que está sendo feito e manter a orientação estratégica do trabalho sem maiores dificuldades.

No momento da contratação, fique atento: dê preferência para as agências que têm o certificado de Google Partners. Não é fácil obter o selo, portanto, estamos falando de agências que reúnem profissionais que realizaram as provas de princípios do Google AdWords e ainda foram aprovados em uma das seguintes especialidades: Rede de Display, Rede de Pesquisa, YouTube, Mobile, Shopping e Google Analytics.

O investimento no marketing digital deixou de ser opcional para quem tem um negócio, afinal, independentemente do porte ou ramo de atuação, é imprescindível que o nome da empresa esteja presente e tenha destaque na internet.

E nem importa se a empresa faz ou não vendas pela web. Lembre-se de que os consumidores não usam a rede apenas para compra. Hoje, recorrem a ela para buscar informações, recomendações e, principalmente, para se relacionar com pessoas e empresas que lhe interessam.

Porém, com o aumento da concorrência, o desafio é conseguir se destacar nesse ambiente, chamar a atenção das pessoas. Nesse caso, é muito difícil ignorar a relevância do Google e, consequentemente, da sua plataforma de publicidade.

Preparado para explorar as oportunidades do Google AdWords? Entre em contato com a nossa empresa que vamos mostrar como você pode aproveitar o potencial dos links patrocinados para alavancar os seus negócios!

Leave a Comment

Analise o SEO do Meu Site Grátis!
Google Partner Premier Bing ADS - Profissional Autorizado Certificação VTEX - Project Manager Certificação VTEX - Reseller Certificação VTEX - Support