Qual a diferença entre inbound marketing e marketing de conteúdo?

Qual a diferença entre inbound marketing e marketing de conteúdo?

Qual a diferença entre inbound marketing e marketing de conteúdo?

Será que existe uma diferença entre inbound marketing e marketing de conteúdo? Os dois termos aparecem frequentemente em textos que falam sobre planejamento e estratégias de marketing digital. Talvez você tenha até encontrado materiais que trabalhem essas duas palavras-chaves como sinônimos uma da outra. Mas, será que essa associação está correta? 

Apesar da semelhança, as duas técnicas não são a mesma coisa. Para facilitar a sua compreensão sobre o assunto separamos as definições das estratégias e algumas dicas de como trabalhar com cada uma delas para gerar os melhores resultados. 

Você perceberá que as duas estratégias caminham juntas, além de uma depender da outra. A diferença é sutil, mas com foco e muito trabalho o sucesso se transforma em uma única alternativa.

Conceituando o Inbound Marketing

O Inbound Marketing representa o conjunto de técnicas que envolve a criação e o compartilhamento de materiais direcionados para um determinado público. Um dos pilares  é justamente a produção de conteúdos. A estratégia consiste em atrair, encantar e converter clientes que entram em contato por canais de comunicação produzidos pela empresa.

Para construir um relacionamento é fundamental que a marca tenha conteúdos consistentes e informações que despertem o interesse dos consumidores. E, ao invés de “empurrar” um produto, é importante que sejam desenvolvidos materiais que promovam um relacionamento com esse público. 

Essa metodologia evidencia práticas que ajudam na construção de valores positivos para o negócio da empresa.

Desenvolver ações de Inbound Marketing traz inúmeros benefícios para uma empresa, afinal essa prática ela auxilia empresas a captarem leads ou clientes em potencial. Temos um post no blog que conta com detalhes como otimizar a geração de leads.

Desenvolvendo uma estratégia de Inbound Marketing

Criada a partir da estrutura de um  funil de vendas, as ações de inbound marketing devem ser planejadas em etapas. E cada uma delas representa uma fase da jornada de compra do cliente. A estratégia é válida para todos os segmentos da indústria, empresas de serviços focadas no mercado b2b, por exemplo, podem se beneficiar com o aumento do volume de leads e contatos interessados no seu serviço. Já para quem vende direto para o cliente final, a mensuração pode ser feita pelo volume de vendas do e-commerce. 

De qualquer forma, para que as estratégias de inbound marketing saiam do papel é preciso compreender muito bem o comportamento do seu público: do momento que ele entra em contato até ele se tornar uma venda.

As fases do funil de Inbound Marketing

A divisão das fases de um funil de vendas representa o comportamento do consumidor diante da oportunidade que a sua empresa está oferecendo. Dessa forma, cada etapa tem um propósito diferente. Pensando em uma jornada simples, pensamos em 5 fases específicas, são elas: 

Atrair

O início da jornada é quando as empresas conseguem atrair um volume mais expressivo de leads. Essa etapa deve estar focada em ampliar o volume de visitantes qualificados para os canais digitais de uma empresa.

Além de conteúdos mais genéricos e informativos, essa fase consiste em gerar tráfego e apresentar novos produtos ou soluções para o seu público. 

Converter

Nesta fase a visita deixa de ser apenas uma visita e se transforma em lead. Isso ocorre geralmente após o usuário preencher um formulário do site. Você pode promover eventos ou desenvolver materiais que te ajudem na captação das informações necessárias para um possível relacionamento.

Relacionar

É aqui que a empresa começa a apresentar os diferenciais e os argumentos necessários para transformar o prospect em um cliente. É o momento de criar oportunidades que contribuam para o fortalecimento da relação entre a empresa e lead. 

Vender 

É aqui que acontece a finalização da compra ou então a assinatura de um contrato. Os materiais dessa fase do funil devem estar alinhados com o discurso de vendas da equipe comercial. O importante é reforçar a credibilidade da empresa ou produto para convencer o usuário a se tornar um cliente da sua marca.

Analisar

Essa etapa deve nortear todas as etapas do funil de vendas. Aqui serão avaliados os resultados de cada material produzido e a eficácia deles para cada um dos momentos idealizados. Sempre que houver necessidade você deve ajustar os materiais e aprimorar o processo de conversão da marca. 

Qual é o papel do marketing de conteúdo?

Para que as suas estratégias de inbound marketing conquistem os resultados planejados é fundamental ter uma produção de conteúdo eficiente, que converse com os usuários durante toda a sua jornada de compra. 

A eficiência das ações de marketing de conteúdo dependerão de como serão contadas as histórias para os clientes em potencial de uma empresa. Assim, todo o planejamento e mapeamento de informações relevantes para um determinado público, deverá passar pelo aval de especialistas no assunto. 

Sempre que houver a necessidade de planejar novos conteúdos, é importante ter em mente alguns  dos questionamentos a seguir:

  • Quem é o meu público?
  • Quais são os objetivos da marca?
  • Quais são os termos mais buscados?
  • Quais são os interesses para os termos mais relevantes para o meu negócio?

Respondendo a esses questionamentos, você poderá começar a definir as pautas e a planejar os materiais que deverão ser utilizados em cada fase da jornada do cliente, além de propor temas que contribuam para o fortalecimento da marca. 

As ações de marketing de conteúdo ajudam a preparar o território para que as empresas aumentem substancialmente as chances de fechamento de novos negócios. Mas, para que isso ocorra, o maior desafio dos redatores e especialistas em marketing digital é conseguirem a diferenciação de seus conteúdos. 

Então, vale a pena investir um tempo para conhecer o seu público e os padrões de comportamento estabelecidos durante o processo de compras para produzir materiais que contribuam para um aumento significativo da visibilidade.

Existe uma diferença entre inbound marketing e marketing de conteúdo?

Sim, existe. Mas é válido lembrar que uma não existe sem a outra. 

Atualmente, a Internet está exercendo um importante papel na comunicação entre as pessoas. As regras para o compartilhamento de informações estão cada vez mais rigorosas e para terem bons resultados de visualização e engajamento devem trabalhar o conteúdo de maneira estratégica.  

Já vimos que inbound marketing e marketing de conteúdo são coisas diferentes, mas se complementam durante a execução do processo de comunicação de uma empresa com o seu cliente. 

Para obter os melhores resultados é importante que a sua empresa esteja preparada para entregar conteúdo relevante em diferentes formatos. Blog, redes sociais, e-mail, anúncios, todos esses canais representam uma oportunidade para que a sua empresa fique mais próxima dos objetivos planejados. 

 

One thought on “Qual a diferença entre inbound marketing e marketing de conteúdo?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *